Hayley Williams: “Estou pronta para o próximo álbum do Paramore”

Hayley realizou uma sessão de Q&A (Perguntas & Respostas) através do seu Twitter, na qual respondeu algumas perguntas feitas pelos fãs acerca do seu novo álbum “Flower for Vases / Descansos” e também comentou sobre o próximo projeto do Paramore! Confira a tradução das perguntas e respostas abaixo.

@bukolla – Dan mencionou que você incorporou sua casa em cada música. Por que isso foi importante para você?
H – Antes de tudo, obrigada por conhecer @canonbluemusic – o Dan me ajudou MASSIVAMENTE a tornar esse álbum possível. Era importante usar a casa como um personagem principal porque foi onde eu fiz o trabalho mais difícil comigo mesma, na minha vida inteira. Ela [a casa] encapsulou uma era.

@nofrvend – Você pode falar algo sobre as vozes em “Good Grief” e “Descansos”?

H – Elas são das fitas VHS do meu primeiro Halloween… Dá para ouvir minha bisavó cantando para mim no final de “Good Grief”.

@lux_perament – Qual foi a sua maior ajuda para aprender a tocar todos os instrumentos? Estou tentando aprender guitarra mas minhas mãos são pequenas, então está muito difícil!

H – Eu nunca pensei que eu fosse uma grande instrumentista musical… Mas sempre gostei de tocar qualquer coisa apenas de ouvido (não tenho paciência para teoria). A verdadeira resposta para a sua pergunta é: tempo. Minhas mãos também são pequenas! Se as pontas dos seus dedos estão rasgadas, então você está quase lá.

@sheather2626_ – Qual música você está mais animada para nos ouvir cantando de volta para você em turnê? (“Over Those Hills” será muito divertida).

H – Turnê… O que é isso??! (Brincando). Honestamente, eu mal posso esperar para ouvir muitas dessas músicas sendo cantadas de volta para mim. Estou ansiosa para ouvir como as próximas músicas do Paramore serão.

@cinnajoonn – Quais foram os seus momentos de orgulho enquanto compunha?

H – Definitivamente o piano improvisado em “HYD”… Isso me deixa o mais perto que eu já consegui de fazer algo que me faça sentir do jeito que me sinto quando escuto Bill Evans ou Nils Frahm, que eu adoro. (Não estou nem um pouco perto).

@tgfulton – Quais músicas foram influência para “Just a Lover”? Estou tentando localizá-la em algum lugar há semanas e não consigo ter uma resposta. Amo você.

H – Essa música passou por um longo caminho. Quando eu a comecei, eu estava no piano… Não sei, provavelmente tentando ser Thom Yorke. Mas no momento em que escrevi a ponte, eu estava ouvindo minhas influências emo do tipo Sunny Day Real Estate. Eu queria que a bateria se preenchesse melhor, numa vibe meio Failure.

@cherzio – Quando você lançou o PFA, você já estava planejando lançar outro álbum?

H – Absolutamente não haha. Eu realmente pensei que seria apenas ele [Petals For Armor] para a minha “carreira solo”, mas a quarentena faz com que as pessoas façam coisas malucas. Eu fiz um álbum.

@cellawr – Qual é a música favorita do Alf no álbum?

H – “Over Those Hills” definitivamente.

@Greta947505214 – Você pode falar sobre o motivo de ter escolhido “Descansos” como uma parte do título e se a música originalmente tinha letra ou se já nasceu sendo uma música instrumental?

H – Eu realmente queria chamar o álbum de “descansos”, mas encontrei uma lista de compras nas minhas notas do iPhone e o último item da lista era “flowers for vases”. Aqui vai a história: eu preciso aprender a não me apegar a coisas mortas. Então eu joguei fora todas as flores mortas e as substituí por flores vivas.

@melsapocket – Houve algum instrumento que você teve que aprender mais recentemente para o álbum ou você já tinha experiência tocando cada um deles?

H – Eu não montava o meu set up de bateria há uma década. Eu não tocava há muito tempo!! A bateria foi o meu primeiro instrumento, então eu sinto que ela sempre influencia na minha composição. Mas tocar/gravar bateria foi completamente diferente.

@R0bB055 – Você pode dar alguma dica para compor linhas de baixo? Ps. eu amo o álbum!

H – Me sinto maluca admitindo tudo isso, mas eu sinceramente pulei de paraquedas nesse álbum porque eu nunca havia gravado baixo em toda a minha vida… Minha dica seria não fazer isso. Eu toquei o Mustang do @justinmj que se encaixa muito melhor nas minhas mãos do que o baixo P que usamos em algumas músicas.

@cringeybands – Alguma das suas músicas mudou de significado enquanto você gravava?

H – Absolutamente. Elas sempre mudam! Porque a vida continua acontecendo… “Inordinary” mudou de significados para mim mesmo quando eu a estava compondo. E você pode escutar isso na maneira como os contextos mudam do verso 1 para o verso 2. É o que mais gosto.

@JustAlovr – Todas essas músicas estão no FFV e foram renomeadas em seguida?? (Além de obviamente as ótimas “Good Grief” e “My Limb” [printscreen do Gravador de Voz da Hayley].

H – Boa visão!!!! “BITB” é na verdade “Descansos”. Ela costumava ter letra… Chamava-se “Baby In The Bathtub”. Mas ultimamente eu amei a música mais do que as palavras e decidi usá-la como um momento significativo do álbum em que eu “deixo as coisas descansarem”.

@mrcafonso – Quais bandas/artistas você estava escutando enquanto compunha o FFV?

H – Muito da Jessica Pratt (durante todo o ano de 2020) e meu amigo Louis Prince.

@broon33699849 – Você estará mais envolvida com o processo de composição dos instrumentos nos próximos álbuns do Paramore?

H – Não diria que eu não estou envolvida até agora, mas o que acontece é que nós crescemos tocando juntos e aprendemos (e depois reaprendemos) a maneira de compor juntos. Eles são meus musicistas favoritos no mundo. Estou animada para ver nossa composição crescer para esse próximo projeto.

@ghostintheyard – Você já ouviu algum vizinho reclamar ou chorar por causa das suas músicas quando você estava no processo de compor e gravar o álbum?

H – Eu tenho OS MELHORES vizinos. Na verdade os vi mais no ano passado do que nos anos anteriores. É uma vizinhança de idosos/é uma casa velha e eu não tenho um bom isolamento… Mas eles disseram que adoraram me ouvir praticar e tocar. Graças a deus.

@miserylouie – Você acha que criar um projeto sozinha ajudou você a crescer como artista?
 
H – Definitivamente. Me senti muito fora da minha zona de conforto às vezes, mas é realmente o único jeito de crescer… Muito grata por ter esse álbum para mostrar isso. 

@kevinisraeel – Além da música, há algum outro tipo de inspiração para o #flowersforvases? 

H – Sim. Terapia, tomar meus remédios quando eu estava triste e me sentia sem esperança… Estar sozinha e não poder fazer o “meu trabalho”. Muito tempo nas minhas mãos, “Mulheres que correm com os lobos” (ainda é meu livro favorito mesmo depois de anos). 

@tavlorswjft – Como foi o processo de gravar em casa? Você acha que isso influenciou em como o álbum ficou? Você gostou mais do que no estúdio? 

H – Minha casa é muito antiga… Ela estrala e faz barulho (um pouco assustadora, mas eu a amo). Isso trouxe alguns desafios técnicos e em alguns casos, eu só sorri e aceitei. Tudo isso só caracteriza mais o espírito do álbum. Pelo menos na minha humilde opinião.  

@vocalshayley – Tem alguma música do álbum que você não conseguiria tocar ao vivo? Nós sabemos o quão emocionais elas são. 

H – Você consegue me imaginar tocando todas as músicas ao vivo sozinha? A maior pedaleira de todos os tempos… Todos os loopings e essas coisas. Honestamente, não há uma música no álbum que eu não tocaria para as pessoas.

@crystalclearhw – Qual a inspiração para a arte da capa? @LindseyByrnes fez um incrível trabalho em capturar a essência do álbum na minha opinião.

H – Eu sonho muito com água, com me afogar ou com coisas bem violentas (por favor não se sintam mal por mim, eu estou bem). Eu sonhei com isso noite passada! Eu acho que a capa faz um ótimo trabalho em servir todo o DRAMA a vocês, mas sinceramente é apenas minha estúpida jacuzzi da quarentena. 

@jaylee704 – Como você criou o solo de guitarra de “Over Those Hills”? Ou foi tudo improvisado? Como guitarrista o solo é muito divertido de tocar haha. Excelente álbum. 

H – Ah, muito obrigada! Quer dizer… É o único solo que eu já escrevi. Me faz rir que revistas como @GuitarWorld estejam escrevendo sobre como eu toco. Todas as [partes de] guitarras foram gravadas diretas e depois colocados os efeitos porque eu gosto do som metálico de quando você pluga direto.

@wrapinpetals – Você escreveu mais músicas para o FFV que não foram usadas e eventualmente serão incluídas na tracklist de para outro projeto solo no futuro ou para um álbum do Paramore? 

H – Existem mais músicas, sim. Mas eu não planejo outro álbum solo. E não tenho certeza se elas são boas para o Paramore. Eu estou pronta para o próximo álbum do Paramore. Vamos lá.

Muito obrigada a todos vocês. Foi muito legal responder perguntas sobre instrumentação e merdas técnicas que eu normalmente não falo a respeito. Amei passar o dia de São Valentim com vocês. Vou tomar um banho quente de banheira e fazer disso uma boa noite.  

Tradução e adaptação: equipe do Paramore BR