DIY Magazine aclama “Petals For Armor” com nota máxima

A Revista DIY Magazine deu nota máxima (5 estrelas) para o “Petals For Armor”, primeiro álbum solo de Hayley Williams. A revista o chamou de “sua jogada musical mais ousada até agora”, e destacou seus pontos mais fortes, confira:

Hayley Williams nunca teve vergonha de colocar seus sentimentos na reta. Afinal, ao longo da sua carreira no Paramore, ela mergulhou profundamente em suas próprias experiências e as transformou em hinos de pop-rock. É com seu primeiro álbum solo, no entanto, que parece que ela realmente está retirando suas camadas para analisar o que está dentro. Um álbum intrincado e cru, centrado no acúmulo das crises da vida, “Petals For Armor” é uma colcha de retalhos de mudanças emocionais e sonoras, olhando para o seu processo de raiva, tristeza, desejo, feminilidade e muito mais, tudo através de seu movimento musical mais ousado até o momento. Abrindo com a escaldante “Simmer” – uma música cheia de raiva silenciosa – as 15 músicas do álbum, Hayley abre as portas para suas emoções reprimidas e recuperando a narrativa em torno de sua vida bem documentada. “Sorry, I was in a depression… I’m trying to come out of it now“, diz a gravação calma de uma das notas de voz introduzindo o funk central “Dead Horse”. Apontando diretamente para um senso de vulnerabilidade que flui através do álbum, a faixa logo se lança no mais franco e, às vezes, angustiante, reflexo de seu casamento tardio, que ela oferece até agora (“Held my breath for a decade / Dyed my hair blue to match my lips / Cool of me to try / Pretty cool I’m still alive”), mostrando o quão profundo ela está mergulhando aqui. Mas, assim como qualquer meditação na vida, também existem momentos felizes. Desde a mensagem de redenção de “Over Yet” (“If there’s resistance / it makes you stronger”) até a devida dedicatória R&B dos anos 80 de “My Friend” (“You’ve seen me from every side / you’re still down for the ride”), através da contagiante “Sugar On The Rim”, do estilo “Vogue”, “Petals For Armor” também revela pedaços de esperança e confiança enterrados no meio de sua profunda reflexão. Um álbum que prova perfeitamente a força da vulnerabilidade, é inegavelmente o movimento mais poderoso de Hayley até agora. 

NOTA: 5/5

Tradução e adaptação: Paramore BR.
Fonte.