Vogue entrevista Hayley sobre estreia na New York Fashion Week

Logo após a performance na New York Fashion Week para o desfile da marca Collina Strada, Hayley Williams e Hillary Taymour (dona da marca) bateram um papo com a revista Vogue sobre o desfile e a apresentação de “SIMMER”. Leia a tradução completa:

Hayley Williams admite que não se considera uma pessoa ligada a moda. Isso tornou sua aparição no desfile da Collina Strada, na New York Fashion Week, uma grande surpresa até o momento.

A líder do Paramore anunciou seu álbum solo de estreia, Petals for Armor, no final do mês passado e cantou o primeiro single, Simmer, no fechamento do desfile da Collina Strada, na divertida passarela do the Dance, estabelecimento recém inaugurado em Manhattan.
 
“Não esperava ser tão bem recebida pela comunidade da moda”, disse Williams em um e-mail após o show. “É que eu não me considero uma pessoa ligada a moda. No dia a dia, priorizo meu conforto e no trabalho eu tento combinar meu humor com a música. Acho que a conexão entre minha arte e o que Hillary faz na Collina Strada foi perfeita por conta disso: seus designs e desfiles tem uma ‘vibe do contra’ – mesmo sendo tudo muito lindo, inspirador e progressista”.

A cada temporada, Hillary Taymour escolhe com cautela os artistas com quem vai trabalhar, se baseando tanto em valores em comum quanto no interesse deles pela marca. Na primavera passada, Zsela, cantora nova iorquina em ascensão cantou ao lado de uma feira de produtos agrícolas. Já nessa temporada, Taymour fisgou Hayley Williams e a cantora canadense Tei Shi para fazerem parte do desfile.

“Eu e a Hayley nos conhecemos há pouco tempo, mas fiquei impressionada com seu comportamento”, diz Taymour. “Ela com certeza tem uma energia parecida com a minha e foi muito tranquila… Ter pessoas assim que apoiam sua marca torna o show ainda mais forte, porque é notável que eles querem mesmo participar”.

Modelos desfilaram e dançaram na passarela coberta de grama ao som de Eurodance, com estampas de girassol e os clássicos tie-dye de Taymour – algumas estavam carregando mangueiras como acessórios – além disso, Hillary colocou no palco uma cama de flores com vegetais de verdade. O floral acabou combinando bem com a música nova de Hayley.

“Tem um verso que diz ‘Envolva-se em pétalas para proteção’. Foi surreal cantar essa música enquanto as modelos rastejavam, dançavam e desfilavam na passarela coberta de grama”, diz ela. “Me senti em casa, num sonho”.

Williams é fã da Collina Strada há tempos – ela admira as silhuetas diferenciadas e as estampas alegres da marca – quando chegou a hora de Hayley escolher a roupa do show, ela deixou Taymour ter total controle.
“Era minha primeira vez em um desfile de moda, eu queria viver o momento e me render a ele”, diz ela. No final das contas, ela escolheu um vestido vermelho e amarelo quadriculado (coincidentemente, a combinação de cores favorita de Hayley) e um moletom tie-dye com tons esverdeados de espuma do mar.

“Meus tênis estavam cobertos em um tecido que era, basicamente, vários tipos diferentes de tomates”, ela conta.

A primeira participação de Williams na Fashion Week foi promissora, mas como ela está no meio do lançamento de um disco, precisou recusar os outros convites que recebeu. “Eu ia amar mais que tudo ver Helmut Lang, Dries Van Noten, JW Anderson, e Fenty”. Williams disse idealizando o que seria a semana de moda perfeita para ela. “Quem sabe na próxima temporada?”.


Tradução e adaptação: Paramore BR