Hayley e Brian falam sobre a goodDYEyoung para a Alternative Press

Alternative Press publicou uma matéria sobre Hayley Williams se associar a Brian J. O’Connor para criar a goodDYEyoung, o próximo nível de tinturas para cabelo. Confira a matéria traduzida na íntegra: 

Você pode conhecer a goodDYEyoung como sendo a linha de tinturas para cabelo de Hayley Williams, ou talvez aquele amarelo de marcador de texto, capaz de queimar as retinas, que o Josh Dun do Twenty One Pilots usou no palco do Grammy deste ano. Mas a história da goodDYEyoung começa muito antes – há 10 anos atrás para ser mais exato, quando a vocalista do Paramore conheceu o estilista Brian J. O’Connor em um salão de Nashville.

“Ela entrou e disse que fazia parte de uma banda, e Hayley era três anos mais nova que eu,” recorda O’Connor. “Na época, eu apenas ri e pensava para mim mesmo: ‘Sim, claro. Todo mundo em Nashville faz parte de uma banda.’ Agora que nós somos amigos próximos e chegamos tão longe, me sinto mal por ter pensado aquilo!”

Desde aquele início promissor, os dois formaram um time dos sonhos, no que diz respeito às inspirações de cores de cabelo. A começar pelo look icônico de “Misery Business”, o cabelo de Williams tem sido uma aventura conjunta com O’Connor, capaz de evocar certas emoções e experiências através da coloração.

“Quando nós fizemos ‘Misery Business’, queria que se parecesse com um personagem de anime. Já quando fizemos a ‘Monumentour’, eu apenas queria experimentar algo que nunca havia feito antes,” declara Williams. “Para mim, seja divulgando o Paramore ou durante os tempos de folga, tingindo o meu cabelo entre as turnês ou entre os álbuns, tudo tem sido baseado em como eu estou me sentindo. É por isso que estou com os cabelos claros agora. Eu precisava de uma tela em branco e não existe forma melhor de fazer isso, especialmente sendo conhecida pelos cabelos tingidos.”

Tanto para Williams como para O’Connor, a coloração do cabelo representa sua identidade, e eles queriam criar um produto que tivesse o poder de contar uma história sobre a pessoa que o usa.

“Eu era sempre ‘aquele menino gay’ na pequena cidade em que cresci,” diz O’Connor. “Outras pessoas me diziam diariamente quem eu era – mesmo eu querendo ou não ser aquela pessoa. A ideia era ter um produto o qual as pessoas possam usar e sentir que fazem parte de algo, mas [pessoalmente] é uma forma de inspirar – de fazer com que aquelas crianças sintam que elas têm um lugar e um propósito.

“Por estar em uma banda ou ser uma compositora, eu preciso estar disposta a marcar momentos na minha vida,” diz Williams. “Eu me sinto sortuda por escrever letras que são como um diário pessoal, no qual sempre posso parar para escutar. Mas é diferente quando isso está em você. É como se pudesse transmitir isso quando entra em uma sala, mesmo sem abrir a boca. Eu amo isso. As pessoas te conhecem, mesmo sem você precisar fazer o trabalho.”

Partindo da filosofia da goodDYEyoung, de criar uma identidade através da cor do cabelo, está a habilidade de customizar as cores de acordo com o seu gosto. Atualmente, a linha possui cinco cores base: “Rock Lobster”, um vermelho flamejante; “Blue Ruin”, um azul-cobalto profundo; “Steal My Sunshine”, o amarelo que você viu em Josh Dun; “Ex-Girl”, um magenta inspirado pelo look de Gwen Stefani no clipe de “Ex-Girlfriend”; e “Riot!”, baseado no icônico cabelo laranja do segundo álbum do Paramore. O’Connor e Williams encorajam os compradores a misturar as cores e criar novas tonalidades, bem como brincar com o descolorante da GDY, que pode ser misturado com qualquer tintura para criar tons pastéis. “Nós podemos dizer que temos as cores mais fortemente pigmentadas disponíveis no mercado atualmente” diz O’Connor. “E quando nós lançamos há um ano, isso era algo muito, muito importante.”

Isso é apenas um dos componentes que fazem os produtos da GDY superiores: todos os produtos são feitos sem a experimentação em cobaias animais e as todas as tinturas são veganas. “Queríamos dar [aos consumidores] uma coloração pré-fabricada, na qual eles pudessem colocar em uma tigela, passar na cabeça e ver como cheira bem, com óleos essenciais de bergamota” diz O’Connor. “E [a tintura] tem propriedades benéficas: ela possui extrato de sementes de girassol para ajudar na proteção contra os raios UV e também na longevidade. Além disso, ela hidrata os cabelos.” A dupla queria ter certeza de que os clientes pudessem adaptar o produto à própria personalidade. “Queríamos que eles se sentissem como artistas” continua O’Connor. “Ajudá-los a serem criativos, a pensarem fora da caixa”.

Williams sabia que, para a comunidade da música, teria que construir em volta do Paramore. A busca por colorações de cabelo seria um passo lógico para os fãs. “A coisa mais importante é que a comunidade está bem representada. É como se a pessoa gostasse de uma banda e pensasse ‘ah cara, eu amo essa composição,’ e então começassem a falar sobre a vida e sobre sua história, de onde vieram e quem são, como chegaram onde estão” ela continua. “Cabelo e música seguem lado a lado para mim, isso também faz parte da identidade da goodDYEyoung”.

A comunidade da música recebeu bem a filosofia da goodDYEyoung de integrar coloração de cabelo com arte. Parte disso é observada trazendo Josh Dun como embaixador da marca. Os dois se conheceram e criaram laços sobre a cor dos cabelos durante as turnês, quando o cabelo de Dun era azul.

“Eu senti como, ‘ah, isso é tão legal, alguém que está comigo nessa.’ E nós realmente nos tornamos amigos” diz Williams. “Eu disse, ‘eu quero começar uma companhia de produtos de coloração de cabelos’, ao que ele disse ‘ah meu Deus, eu vou usar todas!”. Então, alguns anos mais tarde, lembro de perguntar se ele poderia fazer parte da primeira sessão de fotos que fizemos. E, em um momento bem Josh – ele é uma das pessoas mais legais do mundo – ele respondeu na hora e disse, ‘eu topo, vamos fazer isso.” Agora que ele faz parte do time da goodDYEyoung, não sinto como se fosse ser diferente, agora que ele é um grande apoiador da companhia e um amigo muito legal e prestativo. Honestamente, ele pode fazer o que quiser”.

A goodDYEyoung surgiu de um comunidade de apoiadores da música e está se tornando uma própria comunidade. “Nós estamos criando uma cultura em volta de usar o cabelo para se sentir bem,” diz Williams. “Se sinta como se estivesse melhor perante o mundo à sua volta e seja capaz de adicionar cor para a sua vida”.

Mesmo com o Paramore a todo o vapor no seu novo álbum, não espere que a goodDYEyoung pare por aí. Com quatro novas colorações a caminho – “PPL Eater” (roxo), “None More” (preto), “Kowabunga” (verde) e “Narwhal” (uma nova tonalidade de azul) – a GDY está preparada para dar um passo adiante. Enquanto a cor dos cabelos for um elemento central das vidas de Williams e O’Connor, a goodDYEyoung continuará.

“Não importa o que esteja passando – se a banda está passando por algo, se estou amadurecendo, ser um adolescente, problemas no relacionamento, um término: pinte o seu cabelo. Arrume um trabalho: pinte seu cabelo” diz Williams. “Isso é uma das coisas mais legais e faz parte do meu arsenal para seguir em frente”.

Tradução e adaptação: equipe do Paramore BR| Fonte